Serviços 
O conteúdo desse portal pode ser acessível em Libras usando o VLibras
Vozes da Funarte SP

SP, EU TE AMO, EU TE ODEIO (#euteamodeio)

11 curtas (+2) multissensoriais sócioambientais que propõe um mapa visual e sonoro íntimo e afetivo do centro de São Paulo, a partir de uma percepção urbana positiva e negativa da região central que vai da Barra Funda, Campos Elísios, Santa Cecília e Sé. Inspirado na Série Cidades: RJ, eu te amo, Paris, Je t´aime e NY, I Love You, essa miríades de pílulas das mais variadas durações e estéticas fílmicas, vasculha a cidade com os sentidos a flor da pele para flagrar e se deleitar com flashes de uma arqueologia e “antropologia numinosa” e ruidosa do corpo vívido no fluxo e processo cotidiano de (de)composição desta pólis centenária para mais de metro do Brasil, com suas cores, sabores, odores, sons, texturas, (sub)textos, espíritos, fusões, conflitos, culturas, memórias, dores e prazeres. A trilha sonora, inad(i)vertidamente inspirada nas sonatas de Chopin, Bach e Mozart, são feitas por músicas incidentais compostas e gravadas ao vivo pelo diretor do filme no pianos público da FUNARTE a partir da técnica composicional “Método Piano Destemperado”. O trabalho integra a plataforma de projetos e iniciativas culturais urbanísticas de requalificação sócioambiental da cidade “ARTETETURA E HUMANISMO”. Ao fazer uso da linguagem e intervenção artística e simbólica como metodologia de apropriação espacial efetiva, a obra denuncia e minora os efeitos deletérios na urbanidade pela perda do espaço e vida pública fomentada pela arquitetura e cultura (pós)moderna nas grandes cidades. Aponta também para empoderamento popular e saber local através do usos de baixas tecnologias como o celular (usado nas filmagens) e internet como veículo resiliente e biopolítico de produção e difusão de conteúdos e narrativas plurais em microterritórios em meio intensos conflitos sociais e discursivos.

(playlist com todos os curtas)

(curta sobre a FUNARTE)

Deixe uma resposta